Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Olá! Sejam bem-vindos ao meu espaço. Aqui, posto minhas vivências relacionadas à educação. Sou Professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Trabalho na Rede Pública e procuro contribuir de uma forma eficaz para o desenvolvimento dos meus alunos. Gosto muito de ler e escrever. Sou graduada em Pedagogia e Letras. Sou apaixonada pela Educação e procuro sempre melhorá-la a partir de meus próprios atos. Entrem, fiquem à vontade. Podem copiar o que quiser, contanto que deem os devidos créditos. Pois, uma coisa que não suporto é plágio. Crescemos mais quando compartilhamos as coisas boas que possuímos. Sou apaixonada pelo que faço, por isso sou FELIZ! "A educação não é a preparação para a vida, é a própria vida." (John Dewey)

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Dinâmicas para o 1º dia de aula

 


     Nesta 1ª semana de fevereiro recebi alguns pedidos de colegas e amigos para disponibilizar dinâmicas divertidas.  As primeiras aulas sempre são desafiadoras, não? É um momento de conhecer a realidade e o contexto dos nossos alunos, de quebrar um pouco o gelo existente, de planejar, etc.
Sendo assim, nada melhor que levar dinâmicas diversificadas e animadas para o 1º dia de aula. As dinâmicas servem para os alunos sentirem confiança nos professores, é uma forma de motivação e eles são convidados a participar das atividades. Então, vamos conhecer algumas delas?


DINÂMICA DO BARBANTE


Material 
1 novelo grande de barbante

Execução

Coloque na lousa algumas sugestões de perguntas pessoais, tais como:
  • idade
  • o que faz além da escola
  • o que quer fazer no futuro
  • passatempo predileto
  • esporte favorito
E tudo o mais que você deseja saber ou ache importante na primeira aula.
Entregue o novelo de barbante a um aluno, diga que terá que segurar a ponta do barbante e jogar o novelo para o aluno para quem vai fazer perguntas.
O aluno segura na ponta do novelo (que mantém o tempo todo em sua mão) e joga para o segundo aluno, faz as perguntas sugeridas e então o aluno que respondeu segura na parte do barbante e joga o novelo para o próximo aluno, que deverá fazer o mesmo.
Ao final, haverá uma enorme “teia”, os alunos riem muito, se divertem e por vezes têm que ajudar para que o novelo chegue ao aluno que responderá as perguntas.

Sugestões e objetivos

Após o jogo, já com a teia montada, pergunte aos alunos:
  • Seria fácil fazer essa teia sem a ajuda dos outros?
  • Foi necessária a ajuda de todos para que se formasse?
  • A colaboração é necessária para se construir alguma coisa?
  • Saber mais sobre os outros também promove uma “ligação” entre as pessoas?
  • Até que ponto nos preocupamos com o outro que está na outra ponta do barbante?
  • O que podemos dizer para essa pessoa?
  • Que ligações eu tenho com essa pessoa além do barbante?
  • O que temos em comum?
Também pode-se perguntar (para alunos mais maduros) o que acharam da brincadeira e o que ela lhes sugere.

DINÂMICA DO NOME


Material

Sala ampla com cadeiras, folhas de papel e lápis.

Dinâmica do Nome

Dinâmica do nome  está adequada para uma fase inicial do grupo, entre 8 e 20 participantes, com idades superiores a 10 anos.  Esta dinâmica é especialmente adequada para os primeiros encontros do grupo ou até mesmo para um jogo inicial, isto porque permite que cada participante se descreva a si próprio, se apresente e partilhe um pouco acerca de si mesmo.

Como realizar a Dinâmica do Nome

O animador pede aos participantes que escrevam na folha que receberam o seu nome e apelido, de forma vertical, distanciando cada letra mais ou menos num espaço de duas linhas.
De seguida, cada participante deverá escrever uma palavra ou letra utilizando a letra do nome como inicial. Pretende-se que o resultado final seja uma descrição pessoal com base no próprio nome e apelido.

DINÂMICA DO "JOÃO BOBO"

Esta dinâmica propõe um quebra gelo para jovens entre os participantes e também pode ser observado o nível de confiança que os os participantes têm um no outro:

Formam-se pequenos grupos de 8 a 10 pessoas.
Todos devem estar bem próximos, de ombro-á-ombro, em um círculo. Escolhem uma pessoa para ir ao centro. Esta pessoa deve fechar os olhos (com uma venda ou simplesmente fechar), deve ficar com o corpo totalmente rígido, como se tivesse hipnotizada. As mãos ao longo do corpo tocando as coxas lateralmente, pés pra frente , tronco reto. Todo o corpo fazendo uma linha reta com a cabeça.
Ao sinal, o participante do centro deve soltar seu corpo completamente, de maneira que confie nos outros participantes. Estes, porém devem com as palmas das mãos empurrar o "joão bobo" de volta para o centro.
Como o corpo vai estar reto e tenso sempre perderá o equilíbrio e penderá para um lado.
O movimento é repetido por alguns segundos e todos devem participar ao centro.

DINÂMICA DO CORPO HUMANO


O principal objetivo é a interação e trabalho em grupo de todos os alunos a fim de atingir a meta final.
Material: folha sulfite, lápis de cor, fita crepe
Procedimento: Para essa atividade a classe deverá se agrupar em seis equipes, mais ou menos.
Cada equipe receberá de seu professor uma folha sulfite e lápis de cor.
As equipes deverão desenhar em apenas 10 minutos uma das partes do corpo humano indicadas a seguir :

1º grupo: cabeça e pescoço;
2º grupo : tronco;
3º grupo: braço direito;
4º grupo: braço esquerdo;
5º grupo: perna direita;
6º grupo: perna esquerda.

Finalizada a tarefa, um representante de cada grupo deverá se levantar e colar com fita crepe num painel as partes desenhadas compondo o corpo humano num todo.
Em debate coletivo argumentem sobre o resultado do trabalho que as equipes elaboram individualmente. Pensem em estratégias que facilitem o trabalho coletivo. Se a classe for numerosa faça mais equipes. É muito divertido. Você deve adaptar as partes do corpo de acordo com o número de grupos.
Tempo de aplicação: 30 minutos
Número máximo de pessoas: 30
Número mínimo de pessoas: 6

Espero que vocês tenham gostado!
:D

Nenhum comentário:

Postar um comentário