Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Olá! Sejam bem-vindos ao meu espaço. Aqui, posto minhas vivências relacionadas à educação. Sou Professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Trabalho na Rede Pública e procuro contribuir de uma forma eficaz para o desenvolvimento dos meus alunos. Gosto muito de ler e escrever. Sou graduada em Pedagogia e Letras. Sou apaixonada pela Educação e procuro sempre melhorá-la a partir de meus próprios atos. Entrem, fiquem à vontade. Podem copiar o que quiser, contanto que deem os devidos créditos. Pois, uma coisa que não suporto é plágio. Crescemos mais quando compartilhamos as coisas boas que possuímos. Sou apaixonada pelo que faço, por isso sou FELIZ! "A educação não é a preparação para a vida, é a própria vida." (John Dewey)

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Faz um tempinho que passei por aqui, mas estou de volta e hoje falando do IDEB.

AVALIAÇÃO X IDEB 

Shamara Paz
Estudante do 5º Período de Pedagogia

O IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) apresenta a média que a educação de determinado país atingiu.
Esta nota é obtida através de avaliações como: SAEB (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica), Prova Brasil, Provinha Brasil, etc.
O cálculo é feito com base no número de alunos levando em consideração os alunos que repitaram ou desistiram.
O objetivo do IDEB é observar como anda a qualidade da educação básica.
A grande questão é:
SERÁ QUE EXISTE QUALIDADE NESTE PROCESSO?
 Como sabemos  o professor em seu processo de formação recebe orientações a respeito do procedimento de avaliação, como:
  • A avaliação deve ser constante;
  • Avaliação não é o começo, nem o fim, mas faz parte de todo o processo educacional;
  • Existem diversos instrumentos para avaliar o aluno, como trabalhos em grupo, comentários que os mesmos fazem durante as aulas e não somente a prova.
Porém, no IDEB os alunos são avaliados com base em um único instrumento: A PROVA.
Durante a realização das avaliações do IDEB, praticamente todo o processo construído pelo professor é contrariado. Porque essas avaliações de larga escala não levam em considerações as aprendizagens diárias dos alunos.
As perguntas da prova são de assinalar, ou seja, com respostas prontas e acabadas.
Com isso, o alunos não tem oportunidade de expressar sua opinião.
Enfim, cria-se uma grande ilusão no processo educativo. E este fato não deveria existir, pois MEDIR atravpes de provas, não é uma proposta que traga a verdadeira qualidade para a educação brasileira, apenas quando encontra-se como um complemento a outros meios de avaliação.

Shamara Paz.





Nenhum comentário:

Postar um comentário